www.abreusistemas.com.br - Setembro 2014!

Cuidados básicos na hora de construir ou reformar.

Você tem a impressão de que a sua construção ou reforma ficará mais cara contratando uma empresa especializada?

Contratar ou não uma empresa especializada?

Pedreiros que desaparecem durante a obra, após receber uma parte do pagamento; trabalho dobrado em curto espaço de tempo proveniente de serviços mal feitos ou executados por pessoas que não possuem conhecimentos técnicos necessários; esbanjamento de materiais causado por mal uso e por dimensionamento equivocado. Desperdício de tempo e dinheiro.

Contrate a Toneli Engenharia e resolva seus problemas.


Final de ano é hora de reformar

Vai chegando o final do ano e as pessoas começam a pensar em renovar o lar, e a reforma é a melhor maneira de otimizar e dinamizar o ambiente do lar . Seja para receber melhor os familiares e amigos ou simplesmente porque querem entrar no ano novo de casa nova. A época é essa!

É a hora certa de reformar?

Os imóveis tem uma média de moradia igual a cinco anos. Isso não necessariamente significa que as pessoas se mudam ao concluir esse período. Muitas delas mudam apenas a casa, repaginam com um novo projeto, ou seja, reformam. Antes de iniciar as obras é preciso tomar alguns cuidados. Contate um profissional para fazer um estudo e um planejamento, neste caso o idal é um arquiteto, identifique as reais necessidades da reforma e verifique o que é viável. Com as necessidades determinadas, podem-se determinar os investimento, tornando mais fácil tocar a obra e adaptá-la ao orçamento. Àqueles que moram em prédios ou condomínios, indicamos apresentar os projetos a administração, listando tudo o que deseja realizar, para evitar futuras animosidades com os vizinhos e até dificuldades jurídicas.

Para evitar que a reforma seja deixada de lado, é interessante que o pagamento seja feito em etapas bem calculadas, combinadas e estabelecidas previamente. O fim do ano está próximo, a demanda por mão de obra cresce e as suas despesas também. Se você pretende reformar ainda em 2014, está na hora de começar a por mãos a obra.


7 sinais de que sua casa precisa de uma reforma

Nem sempre os sinais de que a casa está pedindo uma reforma são tão visíveis aos olhos, por isso prepararamos uma lista com sete situações que devem ser observadas para que ela possa ser planejada, evitando custos desnecessários e não programados.

1º – Infiltração: É o primeiro indício de problema na construção. Acontece tanto em apartamentos, como em casas e seus sinais mais comuns são o mofo, escurecimento ou estufamento das paredes, queda de azulejos, pisos levantados ou descolados. Ela pode vir do piso, das paredes ou do teto e, se não resolvida, pode chegar a danificar estruturas. “Evitar a infiltração é mais simples do que combatê-la, por isso, quando a reforma for realizada, é importante que os devidos cuidados sejam tomados para evitar retrabalho futuro”.

2º – Instalações: Podem levar a sérios problemas, mas sua “validade” varia muito de acordo com a construção e qualidade dos produtos utilizados durante a execução do projeto. As instalações envolvem fiação elétrica, estrutura hidráulica, ar-condicionado e automação. Casos de curto circuito e quedas repentinas de chave elétrica, por exemplo, podem ser indicadores de que a fiação é muito fina, antiga ou que o quadro de energia não está mais dando conta da demanda da residência, principalmente quando o imóvel é mais antigo e passou a ter uso de mais equipamentos eletrônicos, nesses casos, é recomendada a troca da fiação para evitar acidentes graves e até mesmo incêndios. Canos estourados ou retorno de água pelo ralo indicam que está na hora de reformar a parte hidráulica do imóvel, “quando esses problemas começam a aparecer, o ideal é aproveitar e fazer uma transformação geral para aproveitar o quebra-quebra”. A necessidade ou desejo de instalar ar-condicionado ou de automatização também pedem por reforma, pois necessitam alguns ajustes estruturais e técnicos para sua viabilização.

3º – Esquadrias: Com o tempo é normal que, além das perdas estética, elas comecem a emperrar ou não estejam mais isolando e protegendo o interior do imóvel. Ao trocá-las, o ideal é investir em esquadrias mais novas, de fácil manutenção, com vidro duplo para isolamento térmico e sonoro, por exemplo. “Manter as esquadrias em bom estado é essencial para a segurança e conforto dos moradores e da estrutura, além de valorizar muito o imóvel e sua fachada”, explicam as arquitetas.

4º – Acabamentos: Pisos e pinturas naturalmente desgastam com o tempo e esse é mais um sinal da necessidade de uma reforma, assim como a troca de louças, telhado, revestimentos, papel de parede, etc. Essas mudanças podem vir acompanhadas de outros motivos para reformar ou ainda para repaginar totalmente o imóvel, mas é importante lembrar que a manutenção é sempre mais fácil e econômica do que a substituição desses acabamentos, como os pisos de taquinhos, tipo parquet, que são de excelente qualidade, bom gosto e valorizam o imóvel, mas se sua manutenção for deixada de lado começam a descolar e devem ser trocados.

5º – Compra do imóvel: Quem nunca achou um imóvel “quase” dos sonhos? Localização perfeita, espaço ótimo e até área externa, mas a sala é muito pequena ou é antiga. É normal que isso aconteça e nesse momento uma reforma é sempre bem-vinda para adaptar a residência à necessidade do comprador. É possível quebrar paredes para ampliar a sala, por exemplo, ou ainda trocar a fiação elétrica de um apartamento antigo antes da mudança.

6º – Estilo arquitetônico: Enjoar daquele estilo ou achar que algo não tem mais o seu perfil também são ótimos motivos para reformar. O imóvel pode ser completamente repaginado, por que não? A reforma contempla principalmente mudança na decoração e no revestimento. “Na hora de vender um imóvel, esse tipo de reforma também pode ajudar muito a valorizá-lo”, dão a dica as arquitetas.

7º – Estilo de vida: Bebês nascem, filhos saem de casa, mas seus quartos continuam lá ou ainda nunca foram planejados. A mudança do estilo e situação de vida dos moradores também pode pedir uma reforma para adaptar e renovar os ambientes. “Quando um filho sai de casa, você pode transformar seu quarto em um escritório ou sala de televisão, por exemplo. São essas mudanças que fazem com que a residência seja tão dinâmica e viva quanto seus moradores”.


É possível construir uma casa sem projeto ?

Eu acredito que seja possível uma pessoa fazer uma casa sem você ter um projeto arquitetônico em mãos, mas também acredito piamente que esta não é a melhor escolha nem o melhor caminho para você conseguir fazer uma casa que seja confiável em todos os sentidos. Se você contratar um pedreiro com boa experiência ele poderá fazer a casa baseado apenas na experiência que ele tem e talvez não seja necessário você ter um projeto arquitetônico, mas abaixo gostaria de mostrar alguns possíveis problemas de você adotar esta estratégia.

Segurança
Um projeto de construção civil não leva em consideração apenas os fatores estéticos e a divisão correta dos espaços, existe também um fator segurança que está implícito na elaboração do projeto. Existem casos em que o solo não é totalmente estável, outros estão em regiões de maior risco desmoronamento, incidência de ventos, entre diversos fatores naturais, entre outros que podem comprometer a segurança de uma casa. Tudo isso precisa ser pensado no projeto e adotado estratégias para garantir a segurança dos moradores daquela casa.

Estrutura
Eu acredito que seja possível uma pessoa fazer uma casa sem você ter um projeto arquitetônico em mãos, mas também acredito piamente que esta não é a melhor escolha nem o melhor caminho para você conseguir fazer uma casa que seja confiável em todos os sentidos. Se você contratar um pedreiro com boa experiência ele poderá fazer a casa baseado apenas na experiência que ele tem e talvez não seja necessário você ter um projeto arquitetônico, mas abaixo gostaria de mostrar alguns possíveis problemas de você adotar esta estratégia.

Segurança
Um projeto de construção civil não leva em consideração apenas os fatores estéticos e a divisão correta dos espaços, existe também um fator segurança que está implícito na elaboração do projeto. Existem casos em que o solo não é totalmente estável, outros estão em regiões de maior risco desmoronamento, incidência de ventos, entre diversos fatores naturais, entre outros que podem comprometer a segurança de uma casa. Tudo isso precisa ser pensado no projeto e adotado estratégias para garantir a segurança dos moradores daquela casa.

Estrutura
O engenheiro exerce um papel importante na elaboração do projeto no que diz respeito a definir a estrutura de uma casa garantindo o que ela seja sustentável, afinal existe o chamado cálculo estrutural que entre outras coisas leva em consideração o peso que é a casa terá e os materiais necessários para a sustentação da mesma. É muito comum você encontrar casas com paredes trincada, rachadas e algumas inclusive que acabam desmoronando por problema de peso, sobrecarga ou simplesmente porque não suporta a incidência de algum fator natural.

Distribuição do espaço
O projeto ajuda no entendimento da melhor maneira de como fazer a distribuição do espaço da casa, como o tamanho dos cômodos, recuos laterais e frontais, corredores de acesso e outros critérios que precisam ser bem pensados e adotados para que você tenha a usabilidade da casa de forma correta. Fazer uma construção sem uma planta devidamente pensado pode levar a problemas de acessibilidade do imóvel e consequentemente desvalorizá-lo.

Estética
Por fim existe um fator de estética que é importante em uma casa. Geralmente os arquitetos trabalho muito bem nessa questão e conseguem produzir um fator estéticos da construção de maneira agradável e harmônica, dando assim um conforto estético mais adequado e também valorizando o imóvel em caso de negociação no futuro.


O que pode acontecer na contratação de um pedreiro?

Normalmente, o pedreiro será aquele que irá apresentar o menor valor de orçamento para a mão de obra. Já perdemos muitos contratos para pedreiros que repassavam preços inferiores ao nosso, do serviço todo, alguns fazem o favor de acrescentar o valor de materiais, mas estes são mais empreiteiros do que propriamente pedreiros.
Deste orçamento ele não te dará garantias que irá executar a obra toda naquele valor, e quando chegar em um ponto da obra, que por algum motivo você já tiver pago tudo o que ele pediu e ele ainda não terminou a obra, ele irá te pedir mais dinheiro, para terminar o resto, aí você terá duas opções, ou paga o que ele esta pedindo a mais, ou terá que dizer para ele que terá que acabar a obra sem receber mais nenhum ou você irá entrar na justiça contra ele.

O que acontecerá será, ou ele irá terminar a obra e descontar a raiva dele na obra podendo fazer errado ou desperdiçando material, ou simplesmente abandonar a obra e deixar você na mão, ai você terá que recorrer a justiça para tentar fazer um acordo com ele, o que poderá te satisfazer ou não, pois o juiz irá com certeza te perguntar quem é o responsável legal pela obra, e como você assumiu o risco de não contratar um engenheiro ou um arquiteto, ele não poderá fazer muita coisa no que tange a obra, mas sim sobre o compromisso contratual, caso você tenha feito um contrato legítimo entre as partes. A construtora poderá ou não ser mais caro, depende do nível dos profissionais da empresa, pois esta possui funcionários com carteira assinada e paga pelo valor da mão de obra 80% a mais só de impostos. Com a firma reconhecida e um contrato de responsabilidade amparado por lei, a construtora deverá ter responsáveis técnicos tais como engenheiros e/ou arquitetos registrados no CREA, para que os seus profissionais de execução lhe dêem total garantia do serviço concluído de acordo com o contrato. O não comprimento do mesmo lhe dará a garantia de poder acionar o CREA e a Justiça, contra a empresa. Contratando uma construtora, você irá se reportar para um gerente de projetos e não terá que interpelar sobre suas dúvidas sem esclarecimentos técnicos. Alguns clientes nos contratam com a seguinte frase “Não quero ter que conversar com pedreiro, estou contratando a sua empresa para que ela faça tudo por mim, qualquer coisa que der errado ou que me desagrade, a culpa será exclusivamente do contratado”, e olhe que este é o modo mais gentil de falar.